O primeiro passo para registrar sua marca é fazer uma pesquisa junto ao INPI — Instituto Nacional de Propriedade Industrial — para verificar se está disponível para registro. É importante que essa pesquisa seja minuciosa e se possível, tenha o acompanhamento de um profissional dessa área para lhe ajudar. Porém, qualquer pessoa, seja ela física ou jurídica consegue fazer isso seguindo os passos certos.pesquisa de marca no INPI

Esteja atento a classificação da sua marca

Cada tipo de negócio pertence a uma classificação específica. Cada registro de marca protege em apenas uma NCL. Por isso é importante pesquisar em qual delas o seu negócio se encaixa.O INPI disponibiliza 45 classificações, sendo de 1 a 34 de produtos e de 35 a 45 de serviços. Nessa etapa, a classe informa o ramo de atividade do seu negócio e deve ser correto, para que não acabe protegendo a sua marca no ramo em que não vai atuar. Isso não te garantirá segurança nenhuma, já que a classe estará errada, estando assim apta para qualquer pessoa registrá-la.Um belo exemplo é a revista VEJA que está na classificação 16 (revista) e o alvejante VEJA que está na classificação 03 (alvejantes). Ambas vivem em perfeita harmonia em relação a isso.

Pesquisa de marca no INPI

O processo de pesquisa de marca é simples, veja:

1º Passo: Acesse o site

Para realizar o pedido de registro, acesse o site oficial do INPI. No canto esquerdo, você irá clicar no ícone “Faça uma busca”.pesquisa de marca no inpi Escolha se deseja registrar: uma marca, programa de computador, patente, desenho industrial ou transferência de tecnologia. No caso de marca, clique “marca”.Em seguida irá abrir uma janela para que você faça o login, caso não tenha, basta apenas cadastrar os seus dados ou clicar em “Continuar”. Ou apenas siga em frente, sem fazer o cadastro. Você será direcionado a página seguinte.

2º Passo: Faça uma busca minuciosa

No momento em que você for realizar essa busca, leve em consideração alguns itens. Busque por palavras que sejam exatas, caso não apareça nenhum resultado, comece pelas palavras radicais, pode ser que encontre algo muito próximo.Procure também tanto pela escrita quanto pela fonética, já que esse é um dos requisitos analisados pelo INPI para dar sinal positivo ao seu pedido de registro. Afinal, as marcas precisam ser distintas e não causar confusão no consumidor. Ou seja, se tiver uma letra diferente o pedido será indeferido, já que é muito semelhante a outra marca já registrada.Se por acaso, o nome da sua marca possua algum significado em outras línguas, deve-se procurar outros idiomas também. Outra situação é a diferente maneira de escrever ou falar, porém com significados iguais, exemplo, automóvel voador e carro voador, ambas são as mesmas coisas. Para ter bons resultados, você deve identificar todos os detalhes que estejam próximos a sua marca, ok?

3º Passo: Analise corretamente as marcas encontradas

Para que tudo seja analisado corretamente, observe pelos tipos de marcas.

Marcas inventadas

Esse tipo de marca é uma das mais fortes que existem, já que é quase impossível achar registro. De qualquer maneira, você deve procurar a que esteja mais próxima disso, tanto em relação a escrita quanto a fonética. Faça todas as variações para que tenha total certeza de que não exista algo parecido. Feito isso, verifique se as que você encontrou estão classificadas no mesmo ramo de atividade que o seu.

Marcas que possuem significados

Aqui a análise deve levar em conta as ideologias e também as traduções literais. Busque muitas e muitas variações, já que os significados são inúmeros e sempre existem registros já realizados.

Marcas que são genéricas

Nesse tipo de marca encontramos o nome de cores e até o nome do serviço ou produtos que a marca se identifica. Exemplo: “Casa do pão de queijo”. Normalmente são palavras que não possuem nenhuma exclusividade. Para saber se a sua se encaixa nesse modelo, busque por expressões que são de uso comum na sua área. Como TEC de tecnologia, PET de animal etc. Geralmente quando isso ocorre, as pessoas devem classificar como mista: nome e logotipo. Dessa forma o nominativo não é exclusividade, mas a identidade visual da marca sim.

Marcas que fazem a junção de significar e muita criatividade

Nomes que surjam de simples expressões e se tornam novas. Isso ocorre com a famosa rede social “SnapChat”, em inglês SNAP quer dizer instantâneo e CHAT quer dizer bate-papo. Unidas se tornam algo totalmente novo e exclusivo. Através disso, é importante analisar todos os elementos que foram escolhidos, assim como as marcas genéricas citadas á cima.Viu só, quantos detalhes? Por isso, caso você esteja querendo registrar a sua marca, está com receio de realizar a pesquisa e acabar esquecendo algo, aqui na  Zênite, fazemos por você sem custo algum. Clique no botão abaixo e faça sua pesquisa de registro de marca!
CONSULTAR MARCA GRATUITAMENTE

Nome:
Qual sua marca?
Atividade:
Email:
Telefone com DDD:
Tempo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu coentário
Insira seu nome aqui